quarta-feira, 28 de abril de 2010

Quarta-Feira


Alguém me diz pra onde foi quarta-feira? Eu mal acordei e já esta quase na hora de dormir. Já passou de meia noite, então já é quinta, mas ontem era segunda, então pra onde foi quarta-feira? Existiu uma terça essa semana? Onde estão indo parar os dias?
Será que eles realmente estão sumindo ou eu que estou vivendo um fim de semana eterno?
Amanhã, ou melhor, hoje é quinta-feira já, devo dormir lá pras três da madruga, acordar meio dia, lavar o rosto, almoçar, lá se vai meu amado café da manhã que já não vejo há alguns dias, e quando eu for ver, já será meia noite e eu me perguntarei: Onde foi parar quinta-feira? Será que fugiu junto com quarta, para o mesmo lugar onde foram segunda e terça? Sexta é dia de sair à noite, ver os amigos, talvez beber um pouco, pelo menos para as pessoas normais, porque na noite de sexta, quando der meia noite, eu estarei aqui nesse mesmo lugar, sentado em frente ao meu computador e me perguntarei: Pra onde foi sexta feita? Por que os dias estão fugindo de mim? Eu não fiz mal algum a eles, talvez eles tenham cansado de esperar minha atenção, talvez se eu esperasse por muito tempo para que alguém me notasse e desse valor, depois de algum tempo eu também iria embora, talvez eles tenham cansado de esperar serem notados e foram atrás de alguém que realmente se importe com eles. Triste isso.
É como dizem: “só se dá valor quando perde”. Eu me arrependo, queria ter aproveitado meus dias, queria ter aproveitado quarta-feira, queria não, quero, amanhã é quinta e não deixarei que ela vá embora, não deixarei ela fugir como quarta fez, cansada de me esperar. Curtirei quinta feira, sairei de casa, mesmo que eu não faça nada, sairei de casa pelo menos para ver o a luz do sol de quinta feira, e também sairei de casa para ver a luz do luar de sexta à noite, rever amigos que não vejo a um bom tempo, ver seus sorrisos e ver que também sou capaz de sorrir ainda. Sairei sábado para ver o jogo do meu time, e talvez até vá à praia domingo. Não tenho o que fazer segunda e terça, mas queria muito minha namorada aqui comigo pra compartilhar de meu novo eu, compartilhar dos dias que decidi viver. Até que finalmente eu reencontre quarta-feira, e então pedirei desculpas por não ter dado o devido valor que ela merecia e que de agora em diante não será mais assim.


"O tempo é valioso
Observe-o voar e balançar como um pêndulo
Observe a contagem regressiva até o fim do dia
O relógio leva a vida embora...
"

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Um quarto escuro e vazio


Enfim chegou o fim do dia, e aqui estou eu, as 3 horas da madruga denovo me sentindo vazio e sozinho, ouvindo “The little things give you away” pra me animar ainda mais.
As vezes é triste olhar pro lado e ver um quarto escuro e vazio, revestido de posters de bandas de rock com a minha mesma aparência triste. Me pergunto se quando eles tinham minha idade, eles anoite olhavam pro lado e viam um quarto escuro e vazio com posters de bandas de rock com a mesma aparência triste deles. Espero que sim, pois se eles se tornaram o que são hoje, sendo assim no passado, então isso me anima um pouco, quem sabe um dia eu seja igual a eles no futuro.
As vezes é triste olhar pro lado e ver um quarto escuro e vazio, é triste perceber que você está sozinho e que será assim pelo resto da sua noite, até que você durma e esqueça sua solidão, e então acorde e se veja sozinho de novo. Mais triste ainda é saber que poderia não ser assim, mais a única pessoa que você ama, está a quilómetros de distancia de você, se vendo em um quarto escuro e vazio, e pensando que poderia não ser assim.
As vezes é triste olhar pro lado e ver que ontem foi assim também, e não há muita expectativa que amanhã seja muito diferente, talvez eu não escute “the little things give you away”, talvez eu tente dormir mais cedo, antes que eu olhe pro lado e veja um quarto escuro e vazio. Mas não vejo muito sentido em me enganar desse jeito, é mais fácil aceitar minha realidade e me adaptar do que ficar me enganando cada vez mais que um dia isso vai mudar.
As vezes é triste perceber que está indo pelo caminho mais fácil, que está se entregando tão fácil como o resto das pessoas, talvez o caminho mais fácil não seja o melhor, pois se realmente quisesse um caminho fácil, já teria me entregado, mas assim estaria sendo egoísta. Como ficaria aquela garota a quilómetros de distancia, deitada em seu quarto olhando pro lado e vendo que agora ela está realmente sozinha em seu quarto escuro e vazio?
 talvez eu não deva me adaptar, talvez eu não deva me limitar a ver um quarto escuro e vazio, talvez olhando um pouco mais pro lado eu veja um modo de mudar as coisas. No meio da escuridão do meu quarto também vejo uma guitarra, uma guitarra tão negra quando a própria escuridão de meu quarto escuro e vazio. Na aparência triste das bandas de rock dos pôsters que rodeiam meu quarto, também vejo pessoas que provavelmente na minha idade também decidiram fazer alguma coisa pra mudar a realidade em que viviam ao invés de ir pelo caminho mais fácil. Mas eu me pergunto: O que será que deu força para eles chegarem onde chegaram? Talvez alguns deles também tivessem uma garota em um quarto escuro e vazio, porque esse é o único motivo que me da forças pra tentar mudar as coisas. Para que um dia eu olhe pro lado e talvez até ainda veja um quarto escuro, mas junto aquela garota, não estarei vendo um quarto vazio.
Mas em quanto isso não acontece eu fico aqui pensando que as vezes é triste olhar pro lado e não ter nada nem ninguém para ver, nada além de um quarto escuro e vazio. Eu fico aqui pensando que as vezes é triste olhar pro lado e ver um quarto escuro e vazio.
Sabe, As vezes é triste... as vezes é muito triste olhar pro lado.

domingo, 25 de abril de 2010

Welcome to my hell

Bom, primeiro post de muitos eu espero. Ainda não sei bem aonde esse blog vai dar, mas vamos ver o que acontece. Não espere algo interessante pra você, afinal esse blog é sobre mim e convenhamos que eu não sou uma pessoa INTERESSANTE, então não espere algo legal a não ser que você goste de tristeza, melancolia, sarcasmo e sei lá o que mais, porque como eu já disse, não sei a onde isso aqui vai dar.
Enfim, são 3 horas da madruga, e eu tive um dia, digamos assim... ‘’andado’’, passei o dia inteiro andando e estou bem cansado pra fazer um post descente. Então vou dormir agora, amanhã eu posto alguma coisa que preste, ou não.

E eu ouvi, como era, o som do trovão
Uma das quatro bestas dizendo: "Venha e veja"
E eu vi
E contemplei, um cavalo branco
...
E  eu ouvi uma voz no meio das quatro bestas,
Olhei e contemplei: um cavalo pálido
E seu nome, que estava assentado nele, era Morte
E o inferno veio com ele

Sejam bem vindos ao meu inferno.